sábado, dezembro 13, 2008

Ahhh a Água!

Meus senhores eu sou a água
que lava a cara, que lava os olhos
que lava a rata e os entrefolhos
que lava a nabiça e os agriões
que lava a piça e os colhões
que lava as damas e o que está vago
pois lava as mamas e por onde cago.

Meus senhores aqui está a água
que rega a salsa e o rabanete
que lava a língua a quem faz minete
que lava o chibo mesmo da rasca
tira o cheiro a bacalhau da lasca
que bebe o homem que bebe o cão
que lava a cona e o berbigão

Meus senhores aqui está a água
que lava os olhos e os grelinhos
que lava a cona e os paninhos
que lava o sangue das grandes lutas
que lava sérias e lava putas
apaga o lume e o borralho
e que lava as guelras ao caralho

Meus senhores aqui está a água
que rega as rosas e os manjericos
que lava o bidé, lava penicos
tira mau cheiro das algibeiras
dá de beber às fressureiras
lava a tromba a qualquer fantoche e
lava a boca depois de um broche.

BOCAGE

PS: Recebi isto por e-mail. É ordinário, mas não resisti depois de rebolar a rir na minha cadeira.

6 comentários:

Ana Cristina disse...

Loooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooool
Ai,ai menina Rita... S/ comentários! Loool

john disse...

:)

Estamos a subir o nível da bloga. Muito bem!

*

Nomyia disse...

A subir o nível? Não... Baixo nível mesmo. Mas com muito gosto!
*****

Alien David Sousa disse...

Ordinário?? Isto é lindio! Poesia em movimento lol
*****

Witch Hazel disse...

Tive a sorte de no 10º e 11º ter como professora uma estágiária fresca e cheia de ideias, que um belo dia se lembrou de levar um livro escandaloso de poemas de Bocage para ler aos seus adolescentes!

Infelizmente, nunca o consegui encontrar, mas ainda não vasculhei os alfarrabistas todos da Baixa!

Kika Canas da Lapa disse...

Estou farta de rir... mmmmmmmmmmmmmm!!

Eu tb gosto de pôr o non s'aguenta com o nível desordenado ;)