sexta-feira, julho 13, 2007

Como estou?!

Quando chegas a casa eu já sei o que vais perguntar.
Então?
Então o quê?
Como foi o dia de trabalho?
Ah, passou-se.
Só?
Só.
Correu bem?
Foi normal.
E ficamos por aqui. De vez em quando lá tento armar-me em rebelde e atiro-te com outra.
Se queres saber como estou pergunta como estou, não é isso que queres saber?
Quero saber como estás no trabalho.
Está bem.
Sinceramente não sei que mais diga. Todos os dias a mesma conversa e todos os dias o mesmo ponto final. É que não vejo interesse nenhum. Trabalho? Pois, começei há pouco é verdade então e saber como eu estou? Agora é só isso que conta? Ou tens medo que te diga como realmente me sinto? Que estou um pouco perdida, que não sei o que estou a fazer comigo, que não sei para que direcção vai a minha vida. Ou até mesmo que às vezes sinto que estou na m****, que o meu coração me dói a toda a hora, que acordo e me deito triste, que estou longe dos que me poderiam dar a mão neste momento complicado, que não me sinto capaz de sorrir, quanto mais me adaptar a um conjunto de estranhos cujo único interesse é livrar-se do seu próprio trabalho e atirá-lo para a nova rapariga... E teria muito mais para dizer, mas não queres ouvir. Acho que não te interessa saber como estou... Porra, estou mesmo lixada. Apetece-me mandar tudo à merda. E já me estou a cagar para a linguagem bonitinha e queridinha e sem boçalidades. Fui.

5 comentários:

Alien David Sousa disse...

Nomyia, caga mesmo para a linguagem bonitinha!E que tal dares a entender que queres ser ouvida, dares mesmo a entender? Nem que seja aos berros? É que ter uma conversa de surdos só nos deixa mais na merda, acredita que eu sei do que falas. Só ficamos mais sozinhos, e estarmos sozinhos a dois não faz sentido.Só aumenta os nossos níveis de ansiedade e frustração. Tell him like it is!
Beijinhos linda

little_blue_sheep disse...

:)

Lívio disse...

deita fora o que sentes mesmo que não te ouçam, e como diz a alien, caga na linguagem...Para os novatos é sempre assim mas é preciso aquilo com que se compram os limões...A propósito, se precisares de limões eu envio-te, tenho dois limoeiros!

poca disse...

diz!
diz-lhe!

normalmente só quando estamos mal é que reparamos que as pessoas dizem: então, tudo bem? sem a minima intenção de saber se realmente está tudo bem.
é o mesmo do que dizer: olha estás aqui, mas eu vou continuar a andar para ali! e o sorriso na cara.. grrr

Fran disse...

Nomya, claro que tudo é facil quando os problemas sao alheios.
E todas as soluçoes apresentadas parecem logicas quando estamos de fora.
Tudo ganha uma estrutura diferente quando Se trata de nós,acabamos por sentir o coração muito pequeno, e gostariamos de nao ter que chamar a atençao, sendo mt mais simples se o nosso silencio fosse decifrado por quem nos ama. Mas como nao é assim, a sugestao que te faço é dizeres as coisas realmente como elas sao, dizeres o que sentes da maneira como sentes, porque so assim poderas sentir o apoio de quem gosta de ti e que por vezes nao sabe o que fazer ou dizer em certas circunstancias. Desejo te boa sorte, neste momento da tua vida e acredito que tudo se vai resolver. e lembra te sempre de algo que me acompanhou em momentos menos bons, o que nao nos mata fortalece nos!