domingo, dezembro 03, 2006

Sonhei contigo esta noite

Deitei-me e fechei os olhos. Os sonhos apanharam-me depressa e desprevenida. Encolhi milhões de vezes e tornei-me no ser mais diminuto que existe. Descobri, na minha pequenez, uma súbita urgência de encontrar um corpo quente. E encontrei-te a ti. Através de paredes, de prédios, de ruas, de um espaço distante senti-te. Atravessei todos esses obstáculos que afinal não eram obstáculos nenhuns, que eu conseguia ultrapassar tudo… Só para estar perto de ti. Mas se te consegui, quero-te completamente e devagar, saboreando cada momento. Quero estar sob a tua epiderme, viajar no teu fluxo sanguíneo, percorrer todo o teu corpo e vir-te até ao coração. Quero sentir-te. Quero que sejas parte de mim. Quero que sejas meu!
Eu não sou um corpo invasor, sou uma parte que perdeste há muitos anos e agora regressa ao corpo de partida, ao local de origem. As tuas células sabem-no e tu também. E quando nos tornamos um só e a fusão parece fatal e irremediável algo me puxa para trás… Logo agora, no preciso momento em que chego aos teus lábios e vou torná-los rubros, na forma de beijo quente… Mas não, umas forças invisíveis continuam a puxar-me e cada vez mais me afasto de ti. Regresso no espaço, pelas ruas e prédios e paredes de onde vim. Materializo-me de novo numa menina que está a dormir e já não te sonha, nem te sente…
PS: Eventualmente este blog voltará à (a)normalidade... Ou não...

8 comentários:

mitsu disse...

Confesso k gosto desta parte "anormal" do blog. Por oto lado, imagina k eras 1 princesinha do séc XVI por exemplo e te apanhavam a escrever estas coisas...Já imaginaste o k seria?Se bem k n era preciso ir tao atrás no temp...Bastava ir até ao temp das nossas mães ou avós.
Pronto, como vês eu hj tb n tou num estado mto normal...

Nomyia disse...

Tão querida...
Lol! Que tem aquilo que eu escrevi? É tudo tão puro e inocente... :D
E não, definitivamente também não estás num estado muito normal ;)
*****

Betty Branco Martins disse...

Querida Nomyia

É lindo.normal e
bestialmente.belo
o que escreveste---------------é...)

Beijinhos com carinho

Belzebu disse...

A normalidade? A normalidade é o momento, é o sonho e o acordar do sonho! Esta é a nossa normalidade e é isso que nos dá brilho!

Saudações infernais!

mitsu disse...

xiii...anda td mto poético...mto fora do normal...hmmmmmm...:D

Nomyia disse...

Então não? Natal, época de paz e amor...
*****

Anónimo disse...

Soa a melodia para o cerebro!
Simplesmente lindo!
Terei um sonho assim na proxima noite...

Anormais precisam-se.

Mónica disse...

hehehehe força!